DestaqueCIM do Tâmega e Sousa revela resultados do impacto social no âmbito...

CIM do Tâmega e Sousa revela resultados do impacto social no âmbito da estratégia educativa

Relacionados

Paredes: Homem morre após despiste de mota

Um homem, de 29 anos, morreu, no último sábado, dia 20 de julho, na sequência de um acidente na Rua da Ferrugenta em Lordelo,...

Paredes: Idosa morre após despiste de carro

Uma idosa, de 81 anos, morreu, na manhã do passado dia 17 de julho, quando o carro que conduzia se despistou e embateu contra...

Lousada: Homem é detido para cumprimento de pena de prisão efetiva

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Lousada relatou através de um comunicado que deteve, no passado dia 9 de julho,...

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) apresentou, na passada sexta-feira, no Emergente – Centro Cultural, no Marco de Canaveses, os resultados do impacto social na comunidade educativa do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa, uma estratégia desenvolvida pela CIM em articulação com os 11 municípios, as escolas da região e os encarregados de educação, e que teve como missão promover o sucesso escolar dos alunos do Tâmega e Sousa.

A apresentação dos resultados esteve a cargo da equipa do Social Inclusion Laboratory da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (SINCLab), a qual se responsabiliza pela mediação do impacto social de quatro medidas consideradas fundamentais para prevenção e combate ao insucesso escolar.

Os programas de psicologia e orientação vocacional “DICAS”, o projeto “Experimenta Ciências”, o projeto “Teatro na Escola” e a criação de “Salas Educativas do Futuro”. No total dos dois anos letivos de medição do seu impacto social, as quatro medidas envolveram mais de 23 mil alunos, desde o pré-escolar ao secundário, tendo sido concluído, através de estudos de medição de impacto social, que as medidas tiveram resultados positivos na comunidade escolar em geral.

Durante a sessão de apresentação, o Primeiro-Secretário da CIM do Tâmega e Sousa, Telmo Pinto, sublinhou a importância da aposta na educação no Tâmega e Sousa, revelando que “a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa é a CIM que mais recursos financeiros aloca ao programa educativo e que os municípios valorizam o trabalho da educação”.

Telmo Pinto referiu ainda que o trabalho em rede, apesar de ter sido difícil realizá-lo no decorrer da pandemia, promoveu resultados favoráveis, mostrando que se “deve continuar a trabalhar em rede”, nomeadamente ao nível “dos municípios, os agrupamentos de escola, as associações de pais e a própria CIM do Tâmega e Sousa”.

O encerramento da sessão coube ao Diretor-Geral dos Estabelecimentos Escolares, João Miguel Gonçalves, o qual reiterou os resultados positivos da implementação do PIICIE do Tâmega e Sousa e, consequentemente, a importância de dar a continuidade a estes no futuro.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -