21.3 C
Munique
19.9 C
Porto
RegionalCIM Tâmega e Sousa investiu 3,9 milhões em transporte público no ano...

CIM Tâmega e Sousa investiu 3,9 milhões em transporte público no ano de 2020

Relacionados

Penafiel – Apreensão de armas ilegais

No âmbito de uma denúncia por ameaças com recurso a armas de fogo, no dia 3 de julho, os militares da guarda do posto...

Cerimónia de comemoração dos 91 anos da instituição em Paços de Ferreira brindada com medalha por serviços distintos de Grau Ouro

Zeferino Barbosa, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira (AHBVPF), recebeu a medalha por serviços distintos de Grau Ouro da...

Amarante – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Amarante, hoje, dia 30 de junho, deteve um homem de 23 anos por posse...

A Covid-19 e as resoluções adotadas tendo em conta a saúde pública, levaram à drástica redução de passageiros no transporte público e, de acordo com a CIM do Tâmega e Sousa, “à consequente supressão de serviços pelas empresas privadas de transporte público de passageiros”. De forma a fazer face à situação, a CIM do Tâmega e Sousa assegurou, entre abril e dezembro de 2020, uma rede de transportes de “serviços mínimos através da determinação de obrigações de serviço público aos agentes económicos que operam nesta região”, refere nota.

Os serviços em questão, representantes de um investimento superior a 2 milhões de euros, “permitiram garantir um regresso à normalidade da mobilidade na região”.

No que toca às medidas de apoio à redução da tarifa dos transportes públicos, a CIM do Tâmega e Sousa apoiou, em 2020, “mais de 45 mil passes – mais de 24 mil no transporte rodoviário e mais de 21 mil no ferroviário –, num total de cerca de 1,9 milhões de euros de descontos aplicados”, confere.

O investimento em causa, permitiu aos utilizadores do transporte público do Tâmega e Sousa, uma poupança média de mais de 40% no custo do seu passe.

De acordo com nota, em 2017, a CIM do Tâmega e Sousa assumiu, enquanto Autoridade de Transporte, “atribuições legais de gestão de carreiras de transporte público de passageiros existentes dentro dos seus municípios, das carreiras intermunicipais existentes na sub-região (NUT III Tâmega e Sousa) e das carreiras regionais que cruzam a região e que se desenvolvem maioritariamente no seu interior”. Já em 2019, deu-se início ao funcionamento do “Passe CIM Tâmega e Sousa” para o transporte rodoviário, disponível nas tipologias passe urbano – “disponível apenas no serviço de transporte público do Marco de Canaveses (URBMARCO) –, com um custo máximo de 20€, passe municipal, com um custo máximo de 30€, e passe intermunicipal/inter-regional, com um custo máximo de 40€.”

No ano de 2019 implementou-se o “Passe CP CIM Tâmega e Sousa” dirigido aos utentes do transporte público ferroviário de passageiros, operado pela Comboios de Portugal (CP) na área geográfica CIM do Tâmega e Sousa “com dois tipos de títulos: assinatura monomodal urbana/regional, com um preço de 40€, e assinatura combinada Andante/CP CIM do Tâmega e Sousa, com um custo de 50€”.

As medidas de apoio à redução tarifária e implementadas no contexto da pandemia, inserem-se, de acordo com a CIM do Tâmega e Sousa, “no Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) do Tâmega e Sousa, do Programa de Apoio à Densificação e Reforço da Oferta de Transporte Público financiados pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, através do Fundo Ambiental”.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido