19.3 C
Munique
18.6 C
Porto
RegionalCinfãesCinfães e Resende terão animação durante o verão deste ano

Cinfães e Resende terão animação durante o verão deste ano

As aldeias de Panchorra e Nespereira estão integradas no projeto “Aldear”, promovido pela CIM do Tâmega e Sousa

Relacionados

Conheça os candidatos do Partido Socialista à Câmara Municipal de Paredes

O Partido Socialista de Paredes apresentou a recandidatura de Alexandre Almeida à Câmara Municipal. O recandidato à Câmara Municipal de Paredes tem 47 anos e...

Vereador da Trofa ilibado e ex-líder do Trofense condenado por desviar subsídio

O tribunal de Matosinhos condenou, hoje, o antigo presidente do Trofense, Paulo Melro, por desviar para o futebol profissional subsídios camarários atribuídos ao desporto...

Meia maratona do Porto condiciona o trânsito a partir de sexta-feira

A 14ª meia maratona do Porto irá provocar, a partir de sexta-feira e, até domingo, o trânsito permanecerá condicionado, bem como o estacionamento, em...

As aldeias de Panchorra, em Resende, e de Nespereira, em Cinfães, vão ter animações no verão deste ano. Esta iniciativa surge integrada no projeto “Aldear”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa.

A iniciativa sairá à rua entre 5 de julho e 7 de agosto durante as tardes dos finais de semana, contribuindo para o sentido de pertença das populações das aldeias onde os espetáculos decorrerão.

O secretário executivo da CIM do Tâmega e Sousa, Telmo Pinto, explica que o Aldear “está inserido num programa de prioridade de investimento do nosso Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial, que tem a ver com a cultura para todos”, avançou.

O projeto irá pegar em espaços onde a cultura não acontece numa lógica de empoderamento de algumas populações e torna-las atores do seu próprio desenvolvimento cultural”.

Em ambas as freguesias, prevêem-se atividades culturais e artísticas, que pretendem animais as aldeias em tempos de pandemia. O secretário da CIM do Tâmega e Sousa explica que a “ideia é criarmos condições para que determinados grupos sociais possam ser trabalhados e ter uma determinada afirmação, valorizando o seu saber e dando a conhecer outras realidades culturais de aldeias com grupos sociais, associações e conhecimento de cada um, sabendo nós que estamos num tempo difícil”, convidando os habitantes das 11 localidades onde o projeto decorrerá a participarem nas atividades.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido