21.3 C
Munique
19.9 C
Porto
RegionalMais de 600 almoços diários servidos pela Câmara de Gaia

Mais de 600 almoços diários servidos pela Câmara de Gaia

Relacionados

Penafiel – Apreensão de armas ilegais

No âmbito de uma denúncia por ameaças com recurso a armas de fogo, no dia 3 de julho, os militares da guarda do posto...

Cerimónia de comemoração dos 91 anos da instituição em Paços de Ferreira brindada com medalha por serviços distintos de Grau Ouro

Zeferino Barbosa, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira (AHBVPF), recebeu a medalha por serviços distintos de Grau Ouro da...

Amarante – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Amarante, hoje, dia 30 de junho, deteve um homem de 23 anos por posse...

Desde a primeira semana de pausa letiva forçada que a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia fornece almoços a alunos do Escalão A da Ação Social Escolar, a estudantes de acolhimento nas escolas e a pessoas/famílias infetadas, ou não, impedidas de sair ou garantir própria alimentação, adianta o município de Gaia.

Até ao momento, já foram servidos 8.272 almoços, contabilizados desde 25 de janeiro, sendo que, de momento, somam-se mais de 650 por dia, número que nunca parou de crescer desde primeiro dia, onde já se contabilizavam 300. Das 650 refeições, 500 almoços são destinados a crianças e, cerca de 100, a adultos. Além dos almoços, são ainda servidos, por parte da autarquia, cerca de 80 lanches diários.

Para que esta ajuda chega às famílias, a Câmara de Gaia salienta que “implementou neste novo confinamento do país, integrando o conjunto de medidas que haviam sido asseguradas também em 2020”. Tendo em conta o contexto, a autarquia fornece “fichas e material de acompanhamento pedagógico para alunos sem acesso informático sinalizados pelos agrupamentos de escolas; mantém em funcionamento o programa GAIAaprende+ à distância, com cerca de 160 crianças inscritas; o programa GAIAaprende+(i), para alunos com necessidades especiais, continua em atividade nas unidades das escolas, mantendo-se, igualmente, o transporte diário destes alunos”.

Até ao momento, de acordo com a câmara, cerca de 20 crianças estão a frequentar as escolas de acolhimento do concelho, uma vez que são filhos de trabalhadores de serviços essenciais. No que respeita ao material necessário para assegurar o ensino à distância, foi realizado o “levantamento das necessidades de equipamento informático dos alunos do ensino básico para novo empréstimo dos 1.400 computadores adquiridos na primeira fase de pandemia, tendo sido adquiridos e distribuídos duzentos adicionais”, tendo sido, ainda, distribuídos routers a alunos que não tinham acesso à internet.

Publicidade
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido