-0.5 C
Munique
11.8 C
Porto
RegionalParedesMovimento “Juntos por Paredes” defende a importância de mudança na governação em...

Movimento “Juntos por Paredes” defende a importância de mudança na governação em Paredes

Face ao número de casos crescentes de Covid-19, o movimento considera ser necessário implementar medidas face às escolas, ao comércio local e restauração e ao controlo de surtos no concelho

Relacionados

GNR deteve jovem por tráfico de droga em Paços de Ferreira

A GNR de Paços de Ferreira deteve, ontem, um homem de 22 anos por tráfico de droga no concelho. No âmbito de uma ação de...

179 cidadãos de Baião exerceram o voto antecipado em mobilidade

No passado domingo, no concelho de Baião, 179 cidadãos exerceram o seu direito ao voto antecipado em mobilidade no âmbito das eleições legislativas de...

Santo Tirso: Incêndio deflagra numa habitação em Refojos

Ontem, ocorreu um incêndio numa habitação na Rua de Sande, em Refojos, município de Santo Tirso. O alerta para o incêndio foi dado pelas...

O Movimento “Juntos por Paredes” avança estar “muito preocupado com o aumento exponencial de casos de Covid-19 no concelho de Paredes”, referindo já ter ultrapassado os 120 casos, um número correspondente ao limite que o governo classificou como “concelho de risco”.

Ao mesmo tempo, o movimento defende a importância da mudança da governação do concelho de Paredes, tornando os paredenses “uma prioridade” e, nesse sentido, aponta várias medidas.

 

Escolas

No que diz respeito às escolas, o Movimento “Juntos por Paredes” refere não deixar “ninguém ficar para trás”, avançando que “a autarquia deverá garantir os testes a todos os alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos de ensino, que frequentem o ensino público e privado no Concelho. Complementando desta forma a ação do governo. E disponibilizar-se para assumir os custos de testagem de professores e pessoal não docente do ensino privado do Concelho, caso estes não sejam incluídos na Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2”.

Não apontando somente que os alunos deverão ser testados, o movimento aponta também que os funcionários da Câmara Municipal de Paredes devem ser, também, regularmente testados.

 

Comércio Local e Restauração

O Movimento “Juntos por Paredes” refere ser necessária uma campanha de testagem no comércio local e restauração, de acordo com o movimento, “nomeadamente junto dos funcionários dos estabelecimentos, convidando os estabelecimentos a aderir a esta campanha”.

 

Controlo de surtos no concelho

No sentido de controlar os surtos no concelho, o movimento “Juntos por Paredes” avança que a autarquia deverá “criar um plano de testagem em massa, os testes serão feitos em farmácias e numa unidade móvel e em vários pontos de testagem, entretanto abandonados”.

Neste sentido, o movimento afirma que o objetivo da autarquia deveria ser “controlar a pandemia no concelho”, mantendo os presidentes das juntas e instituições do concelho a par dos dados da DGS por freguesia, no sentido de existir a possibilidade de identificar os surtos e controlá-los à nascença.

De acordo com nota do movimento, chegou ao conhecimento do “Juntos por Paredes” que “são várias as escolas com surtos de Covid19, situações que nos preocupam”, o que levou o movimento a considerar que “o combate a esta pandemia deveria ser a prioridade do executivo, mas em vez disso assiste-se a uma promoção da governação socialista, milhares e euros pagos pelos paredenses, populismo com o único objetivo captar votos nas próximas eleições, enganando os nossos concidadãos”.

Neste sentido, o movimento “Juntos por Paredes” diz esperar uma mudança de posição do atual executivo socialista, referindo “a atitude displicente e de alguma inação deste executivo no combate a esta pandemia, a falta de proatividade do executivo colocou o nosso concelho como um dos concelhos do país com mais consequências negativas, humanas, económicas e sociais”.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido