DestaquePaços de Ferreira perdeu verbas em 2019 por falta de planos contra...

Paços de Ferreira perdeu verbas em 2019 por falta de planos contra incêndios

Relacionados

Santo Tirso: Motociclista morre após despiste na Serra da Agrela

Um homem de 33 anos morreu, no passado domingo, dia 19 de maio, na serra da Agrela, em Santo Tirso, após ter sofrido um...

Freamunde: viagens escolares levantam suspeitas

Comportamentos de auxiliar aos alunos de Freamunde nas viagens escolares levanta suspeitas Os encarregados de educação de alunos do Centro Escolar de Freamunde estão a...

Paredes: Homem com antecedentes é detido por violência doméstica

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel deteve, no passado dia 10 de maio,...

Em 2021, existem 59 concelhos em risco de perder verbas por ausência de planos contra incêndios. O limite, para regularização do Plano Municipal de Defesa da Floresta foi ultrapassado no passado dia 31 de março.

Entre as 278 câmaras municipais existentes em Portugal Continental, 59 não foram cumpridoras do prazo, arriscando, de acordo com a RTP, “perder 20 por cento do duodécimo mensal da subvenção”.

O distrito de Aveiro é detentor do maior número de câmaras municipais sem planos contra os fogos.

No ano de 2019, o município de Odivelas, Paços de Ferreira e Peniche já tinha sofrido este corte. De momento, é da responsabilidade do secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local a decisão do destino dos 59 municípios em questão.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -