DestaqueDetido em Penafiel agrediu a companheira e manteve-a sob medicação para a...

Detido em Penafiel agrediu a companheira e manteve-a sob medicação para a impedir de fugir

Relacionados

Paredes: Dois homens com antecedentes detidos por roubo

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal de Penafiel deteve, no passado dia 12 de junho, dois homens de 28...

Santo Tirso: Câmara Municipal alvo de buscas pela PJ

A Polícia Judiciária do Porto realizou, na passada quarta-feira, dia 12 de junho, buscas na Câmara Municipal de Santo Tirso e em três empresas...

AD e PS dividem vitórias nos Concelhos da Região do Tâmega e Sousa

A população europeia, foi, no passado dia 09 de junho, chamada a votar para eleger os assentos no Parlamento Europeu. Na região do Tâmega...

A GNR de Penafiel deteve, em flagrante, um homem de 40 anos por violência doméstica na passada terça-feira, no concelho de Penafiel.

A GNR apurou que o suspeito viveu durante um ano e meio com a vítima, companheira de 30 anos e quem nesse período, a mulher foi alvo de violência física grave com ameaças de morte.

Foi apurado que, num dos episódios de violência, a vítima teve de ser conduzida a uma unidade hospitalar para observação médica por apresentar vários hematomas e costelas partidas e, após ter tido alta hospitalar, refugiou-se em casa de familiares.

O agressor incidiu nas ameaças à vítima, obrigando-a a regressar a casa, onde a manteve sob efeitos de medicação para que não lhe fosse possível fugir da residência.

O suspeito, não possuidor de antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, foi detido e presente no dia de ontem a primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, ficando sujeito às medidas de coação de proibição “de se aproximar , permanecer ou frequentar a habitação da vítima, proibição de contactar, por qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa, com a vítima, os pais desta e as testemunhas identificadas, controlado por pulseira eletrónica, fixando-se um raio de inclusão no mínimo de 500 metros”, avançou, em nota, a GNR.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -