DestaquePresidente da Iniciativa Liberal visitou ETAR de Paços de Ferreira após denúncias...

Presidente da Iniciativa Liberal visitou ETAR de Paços de Ferreira após denúncias de habitantes

Relacionados

Paredes: Dois homens com antecedentes detidos por roubo

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal de Penafiel deteve, no passado dia 12 de junho, dois homens de 28...

Santo Tirso: Câmara Municipal alvo de buscas pela PJ

A Polícia Judiciária do Porto realizou, na passada quarta-feira, dia 12 de junho, buscas na Câmara Municipal de Santo Tirso e em três empresas...

AD e PS dividem vitórias nos Concelhos da Região do Tâmega e Sousa

A população europeia, foi, no passado dia 09 de junho, chamada a votar para eleger os assentos no Parlamento Europeu. Na região do Tâmega...

Hoje, a Iniciativa Liberal reuniu o candidato à Assembleia da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, João Carneiro, e o Presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo em frente à ETAR de Paços de Ferreira.

O assunto discutido foi a ETAR de Paços de Ferreira, a qual continua a poluir o Rio Ferreira. Após o Presidente da Câmara de Paços de Ferreira afirmar, nos últimos debates políticos, conjuntamente com os demais candidatos à câmara, que a ETAR está a funcionar em pleno, João Carneiro refuta, em declarações ao EMISSOR, referindo que as afirmações são “incorretas”, uma vez que “vários populares já fizeram denuncias de descargas, ocorridas após essa data, e eu próprio vim cá ontem, domingo, e verifiquei descargas a decorrer, das quais tirei fotografias e tenho as provas fotográficas. Eu não sei que informações é que o Dr. Humberto tem, mas no terreno dá para ver que são informações falsas”, explica.

Presidente-da-Iniciativa-Liberal-visitou-ETAR-de-Pacos-de-Ferreira-apos-denuncias-de-habitantes
Direitos Reservados

Enquanto candidato à Assembleia Municipal, João Carneiro avança que “uma solução concreta, essa deixo para os engenheiros, mas eu, enquanto candidato à Assembleia Municipal a minha solução é manter um constante escrutínio das atividades da ETAR. Se existem descargas ou não, apurar responsabilidades, e tentar fazer todos os possíveis para que os responsáveis pelo que acontecesse sejam responsabilizados”, completa.

Estiveram presentes no local, também, Ana Bessa, ativista lordelense que tem vindo a realizar movimentos pela defesa do Rio Ferreira, tendo conversado com João Figueiredo sobre o atual problema que prejudica tanto o rio como os habitantes da região. Foi ainda convidado Nuno Serra, presidente da Junta de Freguesia de Lordelo, que suportou as afirmações de Ana, reiterando que o problema persiste e que, apesar de todas as denúncias realizadas, o Rio Ferreira permanece poluído.

Ana-Bessa-a-conversa-com-Joao-Cortim-Figueiredo
Direitos Reservados

O Presidente da Iniciativa Liberal refere a necessidade de perceber “qual é a natureza do problema técnico que fez com que, não só houvesse atrasos sucessivos, não vamos dizer que é a pandemia numa obra como esta, como que, apesar dos atrasos, a obra continua a não funcionar”, acrescentando que tem existido, por parte do atual presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira (Humberto Brito), uma série de “afirmações e contradições”, culminando num pedido de auditoria.

Presidente-da-Iniciativa-Liberal-visitou-ETAR-de-Pacos-de-Ferreira-apos-denuncias-de-habitantes-
Direitos Reservados

Posteriormente, João Cotrim Figueiredo refere que considerou que Humberto Brito reconheceu “que há algo de errado, querendo apurar o quê, e em setembro afinal já está tudo bem outra vez sem se conhecerem os resultados da dita auditoria”, acrescenta e refere ainda que “desde meados do ano passado que estava a funcionar a 100%, depois o próprio Ministro do Ambiente se atravessou a dizer, faz agora um ano, que ia estar a funcionar em setembro de 2020. Estamos em setembro de 2021 e a única coisa que soubemos é que em abril iria ser lançada uma auditoria para perceber o que é que correu mal.”

Presidente da Iniciativa Liberal visitou ETAR de Paços de Ferreira após denúncias de habitantes
Direitos Reservados

“Esta semana estão a dizer que voltou a funcionar a 100%”, adianta João Figueiredo, acrescentando que “não é forma de tratar nenhum munícipe prometer ou anunciar obras que depois acabam por não funcionar e invocam esses investimentos para captar votos de eleição. Não me parece nada honesto e isso tem de ser denunciado”, conclui.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -