2.7 C
Munique
9.2 C
Porto
RegionalPSD de Lousada acusa o PS do município de caciquismo, referindo que...

PSD de Lousada acusa o PS do município de caciquismo, referindo que as pessoas “não são propriedade” e que são “livres nas suas escolhas e no seu caminho político”

Relacionados

Associação de Municípios do Douro e Tâmega (AMDT) com orçamento de 1,37M para 2023

O Conselho Diretivo da Associação de Municípios do Douro e Tâmega (AMDT) aprovou hoje, 28 de novembro, o Plano Plurianual de Investimentos 2023-2026. O documento prevê...

Braga – Câmara de Braga transfere mais de 600 mil euros para Freguesias e instituições do Concelho

Mais de 600 mil euros é quanto o Município de Braga vai transferir para financiar a execução de várias obras em diversas Freguesias e...

Operação “Comércio Seguro 2022″

A Guarda Nacional Republicana (GNR), na sua área de responsabilidade, durante o período compreendido entre os dias 25 de novembro e 31 de dezembro,...

O PSD de Lousada acusa o Partido Socialista do município de caciquismo e que, “em pleno século XXI, este modelo de gestão política tem de ter um “ponto final” no nosso Concelho”, adianta em nota.

Assim, o PSD de Lousada denuncia, de forma pública, o que considera ser mais lamentável sob o “ponto de vista ético e de seriedade e que está a acontecer em Lousada”. Ao mesmo tempo, de acordo com o PSD de Lousada, o “Partido Socialista, sobretudo na pessoa do seu líder, está a exercer inusitada coação e pressão desmesurada, junto de funcionários e fornecedores da câmara Municipal de Lousada, bem como a pessoas que recorrem a serviços que carecem da intervenção do Presidente do Município, para que estes integrem as listas às Juntas de Freguesia”, refere o partido em nota.

publicidade

O PS de Lousada refere, ainda, que o PS de Lousada repete o “modus operandi de quatro em quatro anos, usando e abusando do seu poder político”, de acordo com o PSD do município, há 32 anos que o faz e, nesse mesmo tempo, o partido considera que o PS falta ao respeito às famílias lousadenses.

Com base nestas informações, o PSD de Lousada diz não se rever nesta prática política e, afirmando que “em pleno século XXI é execrável que não haja honra, seriedade, bom senso, assim como equilíbrio político. É tempo de banir o caciquismo da política Lousadense, tal como é tempo de eliminar o medo e a fútil coação no nosso Município”.

É ainda acrescentado, por parte do PSD de Lousada, que o Partido Socialista lousadense deve perceber que os funcionários da Câmara Municipal de Lousada e respetivos fornecedores, e mesmo o cidadão comum, não são propriedade do PS, sendo “livres nas suas escolhas e no seu caminho político”.

Em suma, o PSD de Lousada reivindica a necessidade de mudar no que diz respeito à transparência, assim como pelo respeito pelos lousadenses em geral e ainda por “aqueles que direta ou indiretamente dependem da Câmara Municipal de Lousada”.

publicidade

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido