2.7 C
Munique
9.2 C
Porto
RegionalSanto TirsoPlano Municipal de Emergência e Proteção Civil desativado em Santo Tirso

Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil desativado em Santo Tirso

Relacionados

Associação de Municípios do Douro e Tâmega (AMDT) com orçamento de 1,37M para 2023

O Conselho Diretivo da Associação de Municípios do Douro e Tâmega (AMDT) aprovou hoje, 28 de novembro, o Plano Plurianual de Investimentos 2023-2026. O documento prevê...

Pedro Santinho Mendes estreia-se a vencer em Fronteira

Com muitos milhares de espetadores e um sol radioso, a 10ª edição da BP Ultimate 4 Horas SSV Vila de Fronteira foi pródiga em...

Braga – Câmara de Braga transfere mais de 600 mil euros para Freguesias e instituições do Concelho

Mais de 600 mil euros é quanto o Município de Braga vai transferir para financiar a execução de várias obras em diversas Freguesias e...

A Câmara Municipal de Santo Tirso desativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil no passado dia 26 de outubro, pelas 12h00. A decisão foi tomada pela Subcomissão Municipal de Proteção Civil, da qual fazem parte as autoridades de saúde, nomeadamente o ACES Santo Tirso/Trofa, o Centro Hospitalar do Médio Ave e o delegado de saúde, as forças de segurança, as corporações dos Bombeiros e os demais agentes de proteção civil, a Segurança Social, entre outros.

Após um ano em vigor, o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil, que esteve em funcionamento desde o dia 13 de abril de 2020, foi desativado. Durante um ano, o plano foi ativo para “definir as linhas e procedimentos que garantissem prontidão de resposta por parte de todos os agentes envolvidos” em situações de emergência no âmbito do combate à pandemia, esclarece o Presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa.

O Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil foi ativo no concelho pela primeira vez. Alberto Costa salienta que “essa foi uma medida preventiva importante, tendo em conta a situação epidemiológica que o concelho atravessa, quer relativamente ao número de casos, quer no que diz respeito ao índice de transmissibilidade”.

A vacinação iniciou-se no final de 2020, e o levantamento progressivo de medidas restritivas tem vindo a ser realizado desde finais do mês de julho, aliado à diminuição de casos na região Norte, em particular no Distrito do Porto, em conjunto com a diminuição do número de casos confirmados no concelho de Santo Tirso ditando, agora, a desativação do plano.

O Presidente da Câmara, Alberto Costa, referiu ainda que a cooperação e o trabalho em rede entre todas as atividades continuam e que os riscos provocados pela pandemia da Covid-19 ainda não desapareceram, considerando importante manter a prevenção.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido