9.6 C
Munique
16.9 C
Porto
NacionalBragaPJ deteve suspeitos de assaltos a viaturas de transporte de valores e...

PJ deteve suspeitos de assaltos a viaturas de transporte de valores e “homejacking”

A Polícia Judiciária deteve seis homens indiciados pelas práticas de crimes com recurso a armas de fogo

Relacionados

PCP pede esclarecimentos à ARS Norte pela demissão dos responsáveis pela Urgência Metropolitana de Psiquiatria do Porto

O Partido Comunista Português (PCP) avançou, ontem, uma proposta para realizar uma audição da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) relativa à...

Milhares de portugueses apoiam greve aos combustíveis nas redes sociais

Um grupo criado no Facebook há 48 horas, intitulado de “Greve aos combustíveis”, conta já com mais de 500 mil membros. Na descrição é...

Jovem pacense em Erasmus morreu na Polónia

Na Varsóvia, capital da Polónia, foi encontrado o corpo de uma jovem natural de Penamaior, freguesia de Paços de Ferreira, numa varanda de uma...

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga, com a colaboração da Diretoria Norte, deteve, no dia de hoje, seis homens suspeitos da prática de crimes de associação criminosa, roubo agravado com utilização de armas de fogo, sequestro agravado, violência depois da subtração, detenção de arma proibida, falsificação de documentos e tráfico de droga.

De acordo com a PJ, os detidos têm idade compreendidas entre os 55 e os 36 anos e não apresentam qualquer atividade profissional, não lhes sendo reconhecidos bens/rendimentos de origem lícita.

A PJ realizou, também, uma investigação domiciliária e não domiciliária no Porto, Braga, Famalicão e Guimarães, através das diligências presididas por um Juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Guimarães, e apreenderam “várias viaturas automóveis, armas de fogo, munições, droga, dinheiro, equipamentos de comunicações e vários objetos de valor”, avança a PJ em comunicado.

No âmbito das buscas realizadas, a PJ deteve ainda outro individuo, por detenção de armas proibidas e posse de droga, nomeadamente haxixe.

O Inquérito, titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Guimarães, teve origem num “homejacking”, revelando crimes de roubo agravado e sequestro agravado a 1 de julho de 2020, numa freguesia em Vila Nova de Famalicão, tendo sido vítimas duas idosas que habitavam numa residência, de acordo com a PJ, “a quem os autores subtraíram cerca de cinquenta mil euros em dinheiro, várias peças e objetos em ouro, religiosos de marca e duas viaturas topo de gama”, refere a PJ.

A PJ avançou ainda que, com alvo em viaturas de transporte de valores, “em 26 de fevereiro de 2021, foi cometido um roubo agravado consumado em Gondomar, em 13 de setembro um roubo agravado tentado em Ermesinde e em 19 do mesmo mês um roubo agravado consumado em Vila Nova de Famalicão”, refere nota.

Os detidos serão presentes às autoridades judiciárias competentes no Tribunal de Guimarães para primeiro interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas de coação.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido