21.3 C
Munique
19.9 C
Porto
Regional12 milhões de embalagens de bebidas convertidos em 510 mil euros

12 milhões de embalagens de bebidas convertidos em 510 mil euros

Relacionados

Penafiel – Apreensão de armas ilegais

No âmbito de uma denúncia por ameaças com recurso a armas de fogo, no dia 3 de julho, os militares da guarda do posto...

Cerimónia de comemoração dos 91 anos da instituição em Paços de Ferreira brindada com medalha por serviços distintos de Grau Ouro

Zeferino Barbosa, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira (AHBVPF), recebeu a medalha por serviços distintos de Grau Ouro da...

Amarante – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Amarante, hoje, dia 30 de junho, deteve um homem de 23 anos por posse...

Um projeto piloto baseado na recolha de embalagens de bebidas em plástico em máquinas automáticas totalizou 12 milhões de embalagens depositadas pelos consumidores, refere, em nota, o Gabinete do Ministro do Ambiente e Ação Climática.

A quantidade de embalagens em questão, possibilitou a reciclagem de cerca de 350 toneladas de Politereftalato de Etileno (PET), “incorporando em novas garrafas e bebidas, promovendo a circularidade de materiais”. Desde o mês de março do passado ano foram depositadas, em média, 39 mil embalagens por dia, adianta nota.

O consumidor recebe, por cada embalagem depositada em cada uma das 23 máquinas automáticas instaladas em grandes superfícies comerciais em Portugal Continental, um talão de desconto em compras ou um valor a reverter como donativo para instituições de apoio social.

Até ao momento, foram emitidos talões no valor de 510 mil euros, sendo que, 10 mil euros foram atribuídos a apoios sociais. Até 15 de setembro, o projeto entrará numa nova fase, dedicada exclusivamente a donativos a 23 instituições de apoio social, sendo elas “previamente selecionadas online pelos consumidores”.

O montante de 1.655 milhões de euros, disponibilizado pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e Ação Climática, financiará o projeto piloto “Quando do Velho se Faz Novo, todos ganham. Ganha o Planeta!”, permitindo a aquisição de experiência para a definição e operacionalização do futuro sistema de “depósito de embalagens de bebidas em plástico, vidro, metais ferrosos e alumínio”.

A gestão do projeto é de um consórcio composto pela Associação Água Mineiras e de Nascente de Portugal, Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas e Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, conclui nota.

 

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido