19.7 C
Munique
21.4 C
Porto
RegionalParedesJuntos por Paredes refere que associações locais prestam “vassalagem” ao PS

Juntos por Paredes refere que associações locais prestam “vassalagem” ao PS

O Movimento Juntos por Paredes refere o dever de olhar para todas as associações de forma equitativa

Relacionados

Conheça os candidatos do Partido Socialista à Câmara Municipal de Paredes

O Partido Socialista de Paredes apresentou a recandidatura de Alexandre Almeida à Câmara Municipal. O recandidato à Câmara Municipal de Paredes tem 47 anos e...

Vereador da Trofa ilibado e ex-líder do Trofense condenado por desviar subsídio

O tribunal de Matosinhos condenou, hoje, o antigo presidente do Trofense, Paulo Melro, por desviar para o futebol profissional subsídios camarários atribuídos ao desporto...

Meia maratona do Porto condiciona o trânsito a partir de sexta-feira

A 14ª meia maratona do Porto irá provocar, a partir de sexta-feira e, até domingo, o trânsito permanecerá condicionado, bem como o estacionamento, em...

O Movimento Juntos por Paredes (JPP) avança, em nota, que tem vindo a “denunciar a utilização das associações por parte do Partido Socialista local para propaganda política”, referindo que na apresentação de algumas candidaturas socialistas, alguns dos dirigentes associativos, em nome da associação que representam, apoiam os candidatos do PS.

A utilização das associações do concelho por parte do executivo socialista para autopromoção é considerada, por parte do Movimento Juntos por Paredes, como “imoral”, caracterizando as associações como “um mero instrumento de propaganda eleitoral”. A par desta situação, o partido explica que os “sócios destas mesmas associações, livres de pertencerem a qualquer partido, certamente não se reveem nestes comportamentos”.

Em nota, o Movimento Juntos por Paredes avança que “nenhuma associação deve nada ao autarca A ou B por lhe ter sido concedido algo que advém do dinheiro público”, considerando que “as autarquias devem ajudar os movimentos associativos, valorizando o seu contributo para a nossa sociedade”.

O Movimento JPP considera ser necessário “olhar para todas as associações de forma equitativa”, referindo não as querer de “joelhos, a pedir, como se de uma esmola se tratasse” e evidenciado que as valorizará “ajudando-as de acordo com os recursos disponíveis e não pela ‘vassalagem’ prestada”.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido