6.4 C
Munique
17.2 C
Porto
RegionalPJ deteve homem em Vila Nova de Gaia por divulgação de pornografia...

PJ deteve homem em Vila Nova de Gaia por divulgação de pornografia de menores

O detido é um homem de 50 anos, desempregado, que já cumpriu pena efetiva por crimes da mesma natureza.

Relacionados

Paços de Ferreira: Vendedor de tabaco sequestrado e assaltado em Ferreira

Na passada quinta-feira, em Ferreira, freguesia de Paços de Ferreira, um grupo de assaltantes sequestrou e roubou um vendedor de tabaco, de 31 anos. A...

Município de Felgueiras celebra escrituras com proprietários para a Zona Industrial das Barrancas

O Município de Felgueiras formalizou o compromisso assumido com os proprietários que aceitaram a negociação amigável no processo de expropriação em que Nuno Fonseca,...

Município de Baião presta apoio ao consumidor endividado através do centro de informação autárquico

A Câmara Municipal de Baião encontra-se a prestar um serviço de ajuda aos clientes bancários com dificuldades no cumprimento de contratos de crédito, através...

A Polícia Judiciária (PJ) identificou e deteve um homem com 50 anos de idade, desempregado, pela presumível autoria de crimes de pornografia de menores. Os crimes ocorreram em agosto de 2019, com a utilização de plataformas informáticas.

A investigação, titulada pelo Ministério Público em conjunto com o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Vila Nova de Gaia, com início numa sinalização por entidades internacionais, de acordo com a PJ, “relativa à partilha de conteúdos envolvendo pornografia de menores em plataformas de internet”. A patilha foi efetuada a partir de acessos registados em Portugal que, posteriormente, se apuraram como sendo da responsabilidade do detido.

Na sequência das diligências de prova realizadas, a PJ detetou, na posse do arguido, “milhares de ficheiros contendo pornografia envolvendo menores, pelo que o mesmo foi detido em flagrante delito”, refere a PJ em nota.

O detido já tem antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, pelos quais já cumpriu prisão efetiva, e será presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das devidas medidas de coação.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido