DestaqueComando de Proteção Civil do Tâmega e Sousa será instalado em Baião

Comando de Proteção Civil do Tâmega e Sousa será instalado em Baião

Relacionados

Lousada: Homem morre após ser atingido por estrutura metálica

Um homem de 28 anos morreu, na tarde da passada terça-feira, dia 9 de julho, depois de ser atingido na cabeça por uma estrutura...

Paredes: Homem morre após ser atropelado

Um homem, de 70 anos, morreu, na passada sexta-feira, dia 5 de julho, após ter sido atropelado por um automóvel na Avenida da República,...

Penafiel: Homem é detido por violência doméstica e violação

A Polícia Judiciária deteve um homem de 54 anos suspeito de violência doméstica e de violação sobre a mulher há mais de um ano...

No decorrer de uma visita realizada pelo Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a Baião, no passado dia 20, ficou previsto, para 2022, a instalação de um Comando Sub-Regional da Proteção Civil para o território correspondente ao Tâmega e Sousa.

O responsável governativo avançou a realização de uma análise “à morfologia desta região e, face a essa análise, entendeu-se que Baião seria o local adequado, até pela facilidade de, a partir daqui nos ligarmos com os municípios que estão na zona norte da região, mas também com os que estão do outro lado do rio Douro”.

A estrutura corresponde a um centro de comando com técnicos especializados que trabalharão na primeira resposta e comando de meios para ocorrências dentro do Tâmega e Sousa. Eduardo Cabrita explicou que a medida se insere na reforma da estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil, tendo já sido criados centros de comando a uma maior escala regional.

A Câmara Municipal de Baião, representada pelo autarca Paulo Pereira, mostrou satisfação pela visita do ministro, chegando o presidente a referir a disponibilidade para participação no processo, bem como no diálogo com as entidades competentes, uma vez que o centro “vai implicar uma melhor abordagem de proteção civil para o concelho e para a região e irá permitir a fixação, em Baião, de técnicos especializados que vão trabalhar a partir daqui”.

Este é o segundo serviço de âmbito regional que o município está a receber, depois de já terem sido instaladas, no concelho, duas brigadas de sapadores florestais da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, com um total de 30 elementos que trabalham para toda a região, estando instalados na antiga Escola Primária de Gôve.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -