17.7 C
Munique
18.9 C
Porto
EconomiaAumento do salário mínimo para 705 euros já foi aprovado

Aumento do salário mínimo para 705 euros já foi aprovado

Relacionados

Penafiel – Apreensão de armas ilegais

No âmbito de uma denúncia por ameaças com recurso a armas de fogo, no dia 3 de julho, os militares da guarda do posto...

Cerimónia de comemoração dos 91 anos da instituição em Paços de Ferreira brindada com medalha por serviços distintos de Grau Ouro

Zeferino Barbosa, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira (AHBVPF), recebeu a medalha por serviços distintos de Grau Ouro da...

Amarante – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Amarante, hoje, dia 30 de junho, deteve um homem de 23 anos por posse...

O Conselho de Ministros aprovou, hoje, o aumento do salário mínimo nacional para 705 euros mensais. Este valor iniciará a ser aplicado a partir do dia 1 de janeiro de 2022, após terem sido ouvidos os parceiros sociais com assento na Comissão Permanente de Concentração Social.

O Governo inscreveu, no seu Programa, o objetivo de aprofundar, no quadro da negociação em sede de concertação social, a atualização real do salário mínimo nacional, de forma faseada, previsível e sustentada para atingir os 750 euros em 2023.

Mesmo com a modificação significativa da Covid-19 no contexto económico e social, o compromisso manteve-se e houve uma contribuição para a recuperação dos rendimentos do trabalho, bem como para a melhoria do poder de compra dos trabalhadores. Entre 2015 e 2021 foi possível verificar-se o aumento do salário mínimo em 32%, passando de 505 para 665 euros.

O Governo teve, também, em consideração a importância da subida do salário mínimo para a promoção de um trabalho mais digno e do crescimento económico nacional, representando um peso financeiro na atual conjuntura económica para as empresas.

Face a esta possibilidade, o Governo procurou assumir o compromisso da atualização do salário mínimo em 2022, o qual será acompanhado, mais uma vez, enquanto medida excecional de atribuição às entidades empregadoras de um subsídio pecuniário correspondente a uma importância fixa por trabalhador que aufira o salário mínimo, quando reunidas as condições de atribuição previstas no decreto-lei que procede ao aumento, o qual será, em breve, publicado no Diário da República, avança o Governo.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido