29.6 C
Munique
22.8 C
Porto
NacionalPortugal: Enfermarias e Cuidados Intensivos contam com menos infetados por Covid-19

Portugal: Enfermarias e Cuidados Intensivos contam com menos infetados por Covid-19

Relacionados

Paredes – Detido por ameaças com arma de fogo

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Lordelo, no dia 7 de agosto, deteve um homem de 52 anos por ameaças...

Paços de Ferreira – Assembleia Municipal

- COMUNICADO - Membros da Assembleia Municipal de Paços de Ferreira do PSD No passado dia 4 de agosto, em plena Assembleia Municipal Extraordinária, solicitamos que...

Paços de Ferreira – COMUNICADO PSD “Indesculpável e inaceitável”

- COMUNICADO - Indesculpável e inaceitável qualquer erro de comunicação Hoje, ficou claro que o PSD de Paços de Ferreira nunca recebeu do Presidente da Câmara...

Através dos vários relatórios que o EMISSOR averiguou, é possível auferir qual a evolução atual da pandemia de COVID-19, à data da atualização realizada a 21 de fevereiro de 2021, onde consta a evolução até ao dia 17 de fevereiro, é estimado terem ocorrido 802.038 casos de COVID-19 em Portugal.

Em relação ao posicionamento de Portugal face à Europa, verifica-se que Portugal apresenta uma taxa de notificação acumulada de 14 dias entre os 240 a 479.9 casos por 100 mil habitantes, uma taxa elevada com tendência decrescente. Neste momento, o índice de transmissibilidade e incidência da COVID-19 é inferior a 1, com um valor médio diário, baseado numa média de 1.731 novos casos por dia, com uma taxa de transmissibilidade e incidência de 0,67% com uma confiança de 97%.

Até ao momento, já foram realizados estudos que estimam que Portugal precisará de cerca de 9 dias para reduzir o número de casos de SARS-CoV-2 para metade. É possível auferir, até ao momento, a média de novos casos por dia nas várias regiões:

Até a momento, a taxa de incidência nos grupos mais vulneráveis, de acordo com os dados, sugere uma redução do número de casos em todos os grupos etários, incluindo a população com 85 ou mais anos. A taxa de notificação máxima situou-se na sexta semana de 2021, entre o dia 8 e 14 de fevereiro, no grupo etário dos 85 ou mais anos, com 368 novos casos por 100 mil habitantes.

Relativamente ao impacto existente face à hospitalização e ao número de óbitos, verificou-se uma tendência decrescente no número de doentes com SARS-CoV-2 hospitalizados na enfermaria e nos cuidados intensivos. Já a taxa cumulativa de óbitos por Covid-19 nos últimos 14 dias foi de 173 por 1 milhão, revelando uma tendência decrescente.

 

Análise de doentes hospitalizados e internados nos cuidados intensivos

Além destes dados, foi ainda analisada a evolução do número de doentes hospitalizados no âmbito da doença COVID-19, ao nível diário. O que sugere um aumento acentuado desde o dia 28 de dezembro de 2020 até ao dia 25 de janeiro de 2021, casos que, posteriormente, acabaram por vir a diminuir até ao dia 22 de fevereiro do presente ano.

No que diz respeito ao número de doentes hospitalizados na Unidade de Cuidados Intensivos, a tendência é crescente, nomeadamente desde o dia 4 de janeiro de 2021 até ao dia 1 de fevereiro. Desde então que têm vindo a diminuir até ao momento.

 

pub

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido