9.9 C
Munique
15.8 C
Porto
OpiniãoTempo de Eleições Autárquicas

Tempo de Eleições Autárquicas

Relacionados

Receita da Câmara Municipal de Paços de Ferreira quase triplica entre 2012 e 2021

Quem assistiu aos debates municipais do concelho de Paços de Ferreira nos órgãos de comunicação social regionais, que desde já quero agradecer o profissionalismo...

Meio campo, meio sintético

‘Longos dias têm cem anos’, neste caso em particular têm-se demonstrado anos muito curtos, uma vez que passados 12 anos de governação deste executivo...

Jorge Sampaio: o futuro do passado?

A morte de Jorge Sampaio fez emergir um conjunto de memórias e debates acerca da importância desta figura ímpar da democracia Portuguesa e, também,...

 

As Autárquicas estão à porta, as campanhas eleitorais já começam a ter alguma visibilidade com os primeiros OUTDOOR nas ruas, páginas de Facebook de candidatos, obras nas estradas, limpeza das estradas e caminhos nas aldeias… O que mais temos visto são as obras nas estradas, tudo tem que ficar muito bonito e mais arranjadinho para recebermos os nossos emigrantes.

Difícil é compreender o porque dessas obras e limpezas só se começarem a fazer-se alguns meses antes das eleições, serão a mão de obra e o alcatrão mais baratos?

A culpa é nossa, os seus eleitores! Nós é que permitimos que os autarcas ajam dessa forma, nós somos os únicos culpados!

Este é o tempo em que os nossos autarcas visitam as aldeias com frequência em que se tornam mais próximos de nós, até parecem nossos parentes, às vezes até com uma proximidade de irmãos e porquê?! Porque gostamos de ser bajulados e estamos afastados da política! A desculpa é sempre que os políticos não são honestos e facilmente os destratamos, mas mais uma vez esquecemo-nos que a culpa é exclusivamente nossa, que não olhamos à nossa volta, na maioria das vezes só nos interessa o nosso umbigo. Só nos interessamos por eles nesta altura, porque também sentimos que eles precisam de nós, ou melhor do nosso voto. E não nos podemos castigar por isso, pois muitas campanhas têm como frase de excelência “A nossa prioridade são as pessoas”, embora, a maior parte queira dizer “a nossa prioridade é o seu voto”… Mas fica uma dica para estes que só pensam no voto, as pessoas que votam na vossa terra, já não estão lá e muitas delas já nem existem e porquê? Porque a vossa prioridade é o voto e não as pessoas! Mas lembrem-se que esses votos vão desaparecendo porque não foram criadas condições para os nossos idosos que acabam por falecer, porque não foram criadas oportunidades para os mais jovens que deixam as nossas terras para procurem o futuro melhor para os seus filhos.

Mas, felizmente, existem bons exemplos de autarcas dos quais os seus eleitores se podem orgulhar, aqueles que tudo fizeram e fazem para apoiar os seus munícipes em todas as alturas e não só em época de pandemia, aqueles que durante os seus mandatos estão sempre ao lado do seu “POVO”, aqueles que muitas vezes colocam a sua vida em risco, mas estão sempre lá, esses sim devemos apoiá-los e homenageá-los. Nesses sim, devemos renovar ou dar pela primeira vez o nosso voto, esses sim colocaram a sua sabedoria, os seus poderes em prol das pessoas, então merecem a nossa confiança por mais 4 anos.

Aqui fica uma dica para refletir, nestas eleições vamos votar com responsabilidade, não votem num candidato só porque é da família, só porque limpou os caminhos uns meses antes das eleições, ou porque nos pagam uma ou duas bebidas, votem sim porque reconhecem a sua presença nos últimos  4 anos, porque ajudaram as pessoas da vossa localidade, porque criaram condições para os vossos idosos, porque criaram oportunidades para os vossos jovens, porque quando vos viram pararam o seu carro par vos cumprimentar, em suma porque estiverem sempre lá. Votem naqueles que tenham projetos a longo prazo, naqueles que vos mostrem que podemos ter esperança num futuro melhor para nós e para as gerações vindouras, pois só quem pensa a política a longo prazo é que realmente quer fazer bem às nossas terras.

Muitos irão criticar e questionar que moral terei eu para estar a falar sobre ser um bom ou mau autarca, uma vez que nunca o fui, mas isso não me preocupa, apenas deixo uma reflexão que nos faça perceber qual será o caminho certo a seguir. Entreguem o vosso voto em mãos competentes que tragam desenvolvimento às nossas terras e não se deixem ir em laços familiares e proximidades repentinas, se assim não for terei que terminar como comecei, a culpa é nossa, pois nas nossas mãos estão as escolhas.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido