3.6 C
Munique
13.6 C
Porto
DestaqueCIM do Tâmega e Sousa Promove "Capacitar para intervir"

CIM do Tâmega e Sousa Promove “Capacitar para intervir”

Relacionados

Detido por violência doméstica

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial de Amares, no dia 2 de dezembro, deteve em flagrante um homem de 35 anos...

Operação “RoadPol – Alcohol and Drugs” Álcool e drogas

A Guarda Nacional Republicana (GNR), entre os dias 5 e 11 de dezembro, no âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol, irá realizar uma...

Fafe – Apreensão de 380 litros de aguardente

A Unidade de Ação Fiscal (UAF), através do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) do Porto, no dia 29 de novembro, apreendeu 380 litros de...

Na próxima segunda-feira, dia 28 de março, o Auditório da Câmara Municipal de Felgueiras vai receber a terceira ação de capacitação, voltada para os profissionais de saúde.

Em nota de imprensa o município diz que “A ação visa promover a discussão de temas e de modos de atuação dos profissionais de saúde em situações de violência doméstica, a reflexão sobre o parecer da ordem dos médicos sobre questões ético jurídicas no contexto de violência doméstica, bem como destacar a importância da articulação entre a Saúde e as estruturas municipais de apoio à vítima que integram Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa, no apoio social, psicológico e jurídico.”

A sessão de trabalhos vai ser iniciada por Rosa Pinto, vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Felgueiras. De seguida, conta-se com a intervenção da Professora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto que vai fazer uma reflexão sobre “o parecer da Ordem dos Médicos sobre questões ético-jurídicas no contexto de violência doméstica.” e também contam com a participação da educadora Social ACES Grande Porto III, Maia/Valongo, Paula Mouta, que vai falar sobre a sinalização e encaminhamento por parte da saúde.

No decorrer deste ano, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) vai estar a promover um ciclo de atitudes designado de “Capacitar para intervir”, que aborda a violência doméstica e o papel das entidades públicas com competências de intervenção junto das vítimas.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido